Buscar
  • Bruna Viana

O mito do pé feio

Atualizado: Fev 23

Quem nunca ouviu falar que bailarina tem pé feio que atire a primeira pedra!


Por conta dessa famosa "lenda urbana" muitas, mas MUITAS bailarinas aguardam ansiosas pela sua primeira bolha por uso de sapatilha de ponta. Vai me dizer que você também não ficou na maior expectativa? hahaha


Acontece que, se alguém tivesse nos avisado que um pé machucado não aguenta usar sapatilha de ponta, com certeza as mini bailarinas teriam mais cuidado com os pézinhos.


Decidi então trazer aqui alguns mitos que costumamos ouvir sobre pés de bailarina que não são verdades absolutas.


1 - Os pés das bailarinas são deformados/machucados/feios por causa da sapatilha de ponta


Claro que a ponta não é o sapato mais confortável do mundo, mas eu conheço muitas bailarinas (e me incluo neste grupo) que conseguem machucar o pé usando chinelo, tênis, sapatilhas comuns do dia a dia da mesma forma que machucam nas pontas.


Alguns médicos chegam até mesmo a dizer que pontas e salto alto tem o mesmo efeito para os nossos pés e postura.


Mas nem tudo é perdido, se você souber as necessidades do seu pé consegue cuidar dele e evitar o temido "pé feio". Eu por exemplo, tenho sensibilidade apenas no dedinho e calcanhar então quando sei que terei ensaios mais longos ou que o pé está sensível, passo um curativo antes mesmo de machucar e isso me ajuda super!


2 - Se está machucando é porque está certo!


Aí gente... romantizar sofrimento até quando? Muitas vezes a dor excessiva ou desproporcional pode ser sinônimo de que a ponta está errada para você.


Nestes casos é bacana procurar uma loja ou marca que realize o feeting (que é quando um profissional especializado estuda suas necessidades e procura o sapato mais adequado para você), pois assim você terá a chance de experimentar as sapatilhas antes de comprar e terá maior probabilidade de encontrar uma sapatilha que supra suas necessidades.


3 - Na minha época não tinha essas regalias todas não, bailarina sofria!


Novamente o discurso de que pra ser bailarina precisa sofrer né?


Quando o professor ou outro bailarino te desencoraja a cuidar da sua saúde e do seu corpo só porque na "época dele não era assim" tente respirar fundo, entender o lado dele, mas também mostrar o seu, o porquê de estar se cuidando.


Eu costumo incentivar os alunos a cuidarem do corpo em primeiro lugar por 3 motivos: o nosso corpo é único e o bem mais precioso que temos, sem ele não fazemos nada; a dança não deve ser uma tortura, seja ela sua profissão ou não; se você não estiver confortável, não conseguirá dançar, já pensou que horror dançar sentindo uma dor que poderia ser evitada?


Então use os recursos a sua disposição: pomadas, curativos, protetores de dedos, podológo, massagem, manicure...


4 - Bailarina não pode fazer a unha


Deixei esse mais pro fim pois não há uma opinião unânime entre os bailarinos e professores.


Eu conheço diversos bailarinos que não conseguem sequer usar tênis depois que cortam as unhas por conta da sensibilidade, já eu não consigo deixar de cortar as unhas pois elas são bem fininhas e quebram beeeeeem no meio se eu não cortar toda semana.


As cutículas também são um dilema! Eu não gosto de fazer um dia antes de usar pontas, ou seja, se minha aula for na segunda, farei a unha no máximo no sábado, mas tem gente que depois de fazer as unhas precisa ficar quase 1 semana sem por sapatilha, enquanto outros conseguem ir da manicure direto pra aula de ponta.


O que eu quero mostrar com isso é que não existe verdade absoluta e você tem que se arriscar e se descobrir pois cada corpo é único e não funcionamos como receitinha de bolo, logo, muitas vezes aquilo que funciona pra uma não funciona para outro.


5 - Só bailarina com "pezão" consegue dançar bem


Se você estiver falando "pezão" se referindo a um pé com aquele colo de pé dos sonhos, fique sabendo que você não precisa dele para arrasar nos palcos da vida!


A bailarina precisa sim de técnica e força para subir nas pontas, mas de nada adianta ter colo de pé e não trabalhar para que ele aguente os movimentos que serão executados.


Com as pontas corretas e o trabalho adequado qualquer um pode dançar bem nas pontas, o que não dá é para ter preguiça e não se esforçar, tenha você um pé menos ou mais curvo.


E se a aparência de um pezão te deixa para baixo saiba que o visual de um pezão pode ser comprado, isso mesmo, comprado! Se você tem um pé bem trabalhado mas não tem o colo dos seus sonhos, saiba que algumas marcas vendem um acessório para vestir por baixo da meia calça e valorizar os pés no palco.


Não é bacana usar o colo de pé falso no dia a dia pois causa uma sensação de que seu corpo conseguiu aquilo e para o trabalho em sala isso não é bacana, mas no palco, para ter uma fotos que te deixem mais feliz e aumentar sua autoestima você pode usar sim! Muitas bailarinas usam, algumas até em segredo pois são famosas. A gente sabe que no mundo pré profissional e profissional o visual conta muito então não precisa surtar se você se sentir a única bailarina com pé "normal" no mundo, as vezes a bailarina que você está vendo usa colo falso e você nem sabe...


5 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo

O corpo perfeito pra dança

Se você pensa numa bailarina e de cara vem a sua mente a imagem de uma menina alta e magra, saiba que não há nada de errado com você mas sim com o padrão criado e imposto sobre os artistas da dança. A

 

©2021 por Ballet com Bruna. Orgulhosamente criado com Wix.com